FOME OU VONTADE DE COMER?

FOME OU VONTADE DE COMER?

Conheça as diferenças entre a fome emocional e a fome fisiológica.

Conhece aquela sensação de apetite súbito que nos faz devorar a primeira coisa que nos aparece à frente? Será fome, ou vontade de comer?

Muito provavelmente será mesmo “só” vontade de comer, ou aquilo a que chamamos de fome emocional. Isto porque uma das características da fome emocional é assolar-nos de repente e sem aviso.

Para melhor reconhecer e distinguir a fome emocional da fome fisiológica, ajuda conhecermos as características de cada uma delas:

FOME EMOCIONAL

  • Surge abruptamente, tipo uma onda que nos apanha desprevenidos;
  • Não costuma ser acompanhada de sintomas físicos, como desconforto abdominal;
  • Não está relacionada com necessidades energéticas que precisam de ser supridas;
  • É normalmente despoletada por situações e/ou emoções fortes, como stress, angustia, frustração, tristeza;
  • Caracteriza-se também por ser seletiva, ou seja, sentimos uma vontade forte de comer algo em especifico, por norma rico em hidratos de carbono simples, ou algo que salgado, crocante e com gordura;
  • Outra sensação comum é a de “afinal não era isto que eu precisava”, vou experimentar “aquilo” (também rico em açucares, ou sal, ou gordura)… isto acaba por levar a uma ingestão de grandes quantidades de alimentos, mas sem conseguir atingir a satisfação desejada;
  • Leva também ao sentimento de culpa após a ingestão deste alimentos, associada a uma sensação de descontrolo que leva a pensar “perdido por 100, perdido por 1000”.

FOME FISIOLÓGICA

  • Surge de forma crescente e gradual;
  • É acompanhada por sintomas físicos que vão sendo sentidos de forma crescente, como “a barriga que ronca”, a sensação de estômago vazio, ou até mesmo fraqueza física e dor de cabeça;
  • Está relacionada com com necessidades energéticas que precisam de ser supridas;
  • Não é uma fome seletiva, ou seja, é suprida com a ingestão de qualquer alimento. O facto de não ativar o desejo de um tipo de alimento em concreto, permite-nos fazer escolhas mais conscientes na altura de a suprir;
  • Neste caso a ingestão de alimentos não é seguida por sensação de culpa, mas sim por uma sensação de bem estar e equilíbrio.

O mais importante é estar atento aos sinais e observá-los com intencionalidade e consciência.

No próximo artigo do blog vamos partilhar 5 perguntas-chave que também permitem compreender se o tipo de fome que está a sentir é emocional ou fisiológico.

Fique atento, subscreva a nossa Newsletter e siga-nos pelo Instagram, ou Facebook.

Live Wisely | Think Wisely | Move Wisely – Juntos na sua melhor versão

Partilhar em

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

Que fome é esta? 5 perguntas que o vão ajudar a perceber se a sua fome é emocional ou fisiológica?

QUE FOME É ESTA?

QUE FOME É ESTA?   Na semana passada falámos sobre as características que diferenciam a fome fisiológica e a fome emocional. Ainda assim, numa fase

Ler Mais »
Devo correr sozinho ou acompanhado?

CORRER SOZINHO OU ACOMPANHADO?

CORRER SOZINHO OU ACOMPANHADO?   Pois é, correr sozinho ou acompanhado? Aqui está uma questão que já passou pela cabeça de todos os corredores, que

Ler Mais »