PERFIL METABÓLICO, QUAL É O SEU?

 

Quando falamos em perfil metabólico não nos podemos esquecer das três funções do nosso organismo: relação com o meio, reprodução e energia.

Segundo o coach e formador Marco Moutinho, há sinais que nos ajudam a identificar o nosso perfil metabólico, há sinais que nos ajudam a perceber o estado em se encontra e essa consciência permite mantê-lo equilibrado.

Primeiro é preciso reconhecermos em qual dos perfis encaixamos. Não tem de ser necessariamente só num, podem haver características físicas mais parecidas com um determinado perfil e características psicológicas com outro.

É importante conhecer os diferentes perfis metabólicos e como se manifestam uma vez que as necessidades nutricionais e respectiva distribuição difere de perfil para perfil:

I (Ectomorfo) – Estrutura estreita

– tiroide mais ativa

– pessoas com maior dificuldade em dormir

– sistema nervoso simpático mais ativo, que acelera o metabolismo

– aumento do cortisol

Distribuição nutricional da dieta alimentar recomendada:

55% de Hidratos de carbono (apostar nos cereais da época)

25% de Proteína

20% de Gordura

Notas:

Apostar nos alimentos mais tranquilizantes (Yang na Macrobiótica)

Usar técnicas de relaxamento para acalmar, como encher a banheira com água quente e sal e colocar os pés durante uns 10 a 15 minutos.

Y (Mesomorfo) – Estrutura média

– mais facilidade em ganhar músculo

– hormona do crescimento mais ativa

– testosterona mais ativa

Distribuição nutricional da dieta alimentar recomendada:

55% de Proteína

25% de Hidratos de Carbono

20% de Gordura

Nota:

A proteína não tem de ser animal. Há muitos vegetais, algas e leguminosas com elevado teor proteíco.

O (Endomorfo) – Estrutura larga

– o pâncreas é dos orgãos mais afetados. Dar especial atenção.

– sistema nervoso para-simpático que se traduz num perfil naturalmente mais relaxado e tranquilo.

Distribuição nutricional da dieta alimentar recomendada:

60% de Proteína

15% de Hidratos de Carbono

20% de Gordura

 

Com esta informação é possível identificarmos o nosso perfil metabólico e viver de acordo com o que ele mais precisa para funcionar de forma equilibrada.

Quando falamos em exercício e perfil metabólico, o certo é também respeitarmos o que faz mais sentido nas diferentes alturas do ano. Treinos de força adequam-se mais na primavera e outono e os desportos ao ar livre na altura do calor. Modalidades indoor, como o yoga, pilates e meditação, são ideais no Inverno, para ajudar a preparar o novo ano.

Partilhar em

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

Que fome é esta? 5 perguntas que o vão ajudar a perceber se a sua fome é emocional ou fisiológica?

QUE FOME É ESTA?

QUE FOME É ESTA?   Na semana passada falámos sobre as características que diferenciam a fome fisiológica e a fome emocional. Ainda assim, numa fase

Ler Mais »
Fome ou Vontade de comer? Saiba como distinguir a fome fisiológica da fome emocional.

FOME OU VONTADE DE COMER?

FOME OU VONTADE DE COMER? Conheça as diferenças entre a fome emocional e a fome fisiológica. Conhece aquela sensação de apetite súbito que nos faz

Ler Mais »
Devo correr sozinho ou acompanhado?

CORRER SOZINHO OU ACOMPANHADO?

CORRER SOZINHO OU ACOMPANHADO?   Pois é, correr sozinho ou acompanhado? Aqui está uma questão que já passou pela cabeça de todos os corredores, que

Ler Mais »