COMER COM O PROPÓSITO DE NUTRIR

– por Inês Simas

 

A minha mudança alimentar marcou o início de uma caminhada que nunca pensei que pudesse vir a ser tão gratificante e desafiante. Agradeço todos os dias.

A nossa alimentação tem de facto um impacto enorme no que somos e na forma como vivemos os nossos dias. Com mais ou menos energia. Mais ou menos cansados. mais ou menos felizes. E, apesar de cada pessoa ter as suas necessidades e sentir os seus sintomas de forma diferente, há muitos pontos em comum para os quais podemos e devemos estar alerta.

O meu trabalho tem sido muito focado em alimentar bem o meu corpo e fortalecê-lo, porque um corpo bem nutrido é um corpo com energia, vitalidade. Um corpo feliz. É terreno fértil para que nasçam coisas boas. É caminhar no sentido da saúde, o que naturalmente afasta a doença.

“Costumo perguntar aos meus alunos se colocam gasóleo num carro a gasolina?”

Porque o alimento é informação que entra no nosso corpo e que tem uma função, que vai desde uma reação química ao nível celular, aos sintomas e efeitos que vemos no nosso corpo.

É fundamental comer com o propósito de nutrir, evitar alimentos “vazios” que nos fazem mal e aprender a observar, a conhecer o corpo! Se lhe dermos o que precisa acredito que podemos viver com mais qualidade e por mais tempo.

Então, se a nossa cozinha pode ser a NOSSA FARMÁCIA… E é importante passar à prática!!

Deixo aqui algumas ideias para semear a mudança:

  •  Leve para casa ingredientes simples, inteiros e de qualidade;
  • Conserve os alimentos com a máxima qualidade, para potenciar o seu tempo de vida de forma natural:
  • Organize a despensa para que não fique nada escondido;
  • Dê oportunidade às frutas e vegetais mais maduros, congele ou fermente;
  • Evite os picos de glicose ao longo do seu dia;
  • Opte por pães de farinhas biológicas, integrais e de fermentação lenta;
  • Escolha produtos embalados com menos de 5 ingredientes na etiqueta;
  • Introduza mais alimentos anti-inflamatórios no seu dia a dia;
  • Dê uma oportunidade aos vegetais! E tente ter cores diferentes no prato todos os dias;
  • Comece a preocupar-se em adicionar mais probióticos na sua alimentação;
  • Opte por uma alimentação variada e equilibrada;
  • Coma com consciência – escolha bem, foque-se no que está a fazer, e fique alerta aos sintomas.

Acrescento, ainda, 3 dicas para sentir o quão simples e bom que é instituir hábitos saudáveis no dia a dia!

  1. Bons hábitos ao pequeno almoço! Comece o seu dia com batidos funcionais ao pequeno-almoço. É onde tudo começa e o momento mais importante – vai ditar as nossas “fomes” ao longo do dia. E aqui podemos variar todos os dias, com batidos de cores e sabores diferentes na mesa do pequeno almoço.
  2. Tenha no frigorifico snacks rápidos para quando chega a casa com fome. Húmus, por exemplo. Consegue rapidamente faz um de pimento, abacate, espinafres ou beterraba. É perfeito para barrar numa fatia de pão, ou adicionar proteina a uma refeição de base vegetariana.
  3. Quer fazer bolachas ou queques para os lanches das crianças? Opte por farinhas e manteigas de frutos secos na base. E varie as fontes de cereais integrais, opte por farinhas de trigo sarraceno, aveia, “quinoa”!

Se querem DESCOMPLICAR a hora de cozinhar – desde o pequeno almoço, ao almoço, lanche, snack ou jantar, espreitem aqui o curso online de Introdução à Culinária Natural e Funcional que acabo de lançar em parceria com a Move Wisely.

É um curso muito completo que ajuda a saber escolher os ingredientes e trabalhá-los de forma a que eles mesmos “trabalhem” para fortalecer o seu sistema imunitário.

Sendo 100% online, este curso pode ser feito em qualquer hora do dia e sem limites geográficos. São 6 modúlos | 6 aula pré-gravadas + 2 masterclasse ao vivo e em direto comigo, além dos e-books com mais de 30 receitas, que disponibilizamos em cada módulo, para pôrem em prática as vossas aprendizagens. No final são mais de 140 receitas!!

Já não há desculpas 🙂 descubra tudo AQUI.

Boas receitas! Vou gostar muito de vos ter comigo!
Fiquem por aqui.

Boas Festas!
Inês Simas, Chef de Cozinha Natural e Coach de Nutrição Funcional

Live Wisely | Think Wisely | Move Wisely – Juntos na sua melhor versão

Partilhar em

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

Que fome é esta? 5 perguntas que o vão ajudar a perceber se a sua fome é emocional ou fisiológica?

QUE FOME É ESTA?

QUE FOME É ESTA?   Na semana passada falámos sobre as características que diferenciam a fome fisiológica e a fome emocional. Ainda assim, numa fase

Ler Mais »