Brownie de cacau, uma receita para a mesa de Natal

– sem glúten e sem lactose

 

Partilhamos esta receita a pensar nos amantes de chocolate, com o propósito de lhes oferecer uma alternativa bem mais saudável que a do comum Tronco de Natal sem abdicar do sabor.

Como? Nesta receita optamos por utilizar cacau cru, em vez de chocolate. Porquê?

Fruto do cacaueiro, o cacau é um fruto naturalmente amargo que, apesar de ser o ingrediente principal do chocolate, mas para a confecção e fabrico deste último são-lhe adicionados outros ingredientes, como açúcar, leite, frutos secos, etc.

 

A denominação de cacau provém do latim Theobroma cacao, fruto também conhecido como “alimento dos deuses” porque a ele se associam vários benefícios para o nosso organismo, tais como:

  • Ser rico em fibra, o que contribui para um bom transito intestinal;
  • Ter um efeito antioxidante, pela sua riqueza em polifenóis e flavonoides, o que nos ajuda a proteger as nossas células dos radicais livres a que estamos diariamente expostos;
  • Auxiliar na redução do coleterol total, com especial incidência no mau colesterol (LDL), por conter catequinas;
  • Ajudar na prevenção de anemias por ter um elevado teor de ferro;
  • Providenciar um bom aporte em vitaminas do complexo B, com destaque para a Niacina (vitamina B3), que é essencial para converter proteínas, gorduras e hidratos de carbono em energia;
  • Ter um óptimo aporte de magnésio, um mineral que só conseguimos obter através da alimentação ou da suplementação, relevante para o bom funcionamento do coração, bem como para o desenvolvimento da estrutura óssea, em conjunto com o cálcio;
  • Conter anandamida, que influencia a libertação de dopamina, um neurotransmissor responsável pela sensação de bem-estar, a par com a teobromina, que potencia o relaxamento físico e intelectual;
  • Apresentar quantidades interessantes de triptofano, um aminoácido essencial só possível de obter através da alimentação ou da suplementação, que ajuda na produção de serotonina e melatonina, dois neurotransmissores relevantes na regulação do humor.

Agora a receita:

Fácil e rápida de fazer , com a garantia de encher os olhos e “aconchegar” a barriga de de miúdos e graúdos lá por casa.

É também, super simples de preparar, basta: misturar, moldar, colocar no frio.

E se ainda precisa de incentivo extra para por as mãos na massa, temos a “desculpa perfeita”:  como não leva farinha, provoca menos inchaço e não seca.

Ingredientes para o bolo:

  • 1 chávena de cacau cru em pó
  • 2 col. de sopa de pepitas de cacau
  • 1 chávena de castanha do Maranhão
  • 1 chávena de avelãs (pode substituir por caju)
  • 1 chávena de sultanas
  • 1 col. de chá de essência de baunilha
  • ½ chávena de leite de coco
  • 3 colheres de sopa de coco ralado
  • ½ chávena de xilitol ou açúcar de côco

Ingredientes para a cobertura:

  • 3 col. de sopa cacau em pó
  • 2 col. de sob. de maple syrup ou xarope de agave
  • 1 col. de sopa de água
  • 1 col. chá de óleo de côco

A preparação, passo-a-passo:

  1. Coloque as avelãs no forno durante cerca de 10 min, enquanto isso, rale a castanha do maranhão.
  2. Retire as avelãs do forno, coloque num pano de cozinha e esfregue as avelãs umas contras as outras, dentro do pano, para sair a casca.
  3. Coloque todos os ingredientes, exceto as pepitas de cacau, num robot de cozinha e triture durante 1 a 2 minutos até ficar tudo bem misturado e com uma consistência pastosa.
  4. Adicione as pepitas e envolva bem até obter a consistência de um brownie de cacau.
  5. Retire do robot de cozinha e molde em retângulo, ou noutra forma, e leve ao frigorífico cerca de duas horas.
  6. Para o molho de chocolate, basta juntar todos os ingredientes e misturar muito bem.

Por fim, fica a dica:

Este brownie de cacau fica delicioso acompanhado com fruta fresca! Decore-o com frutos vermelhos. Uma mistura que, além de saborosa, vai garantir um look festivo ao seu bolo.

E já agora, partilhem connosco a vossa experiência!

 

Feliz Natal!

Live Wisely | Think Wisely | Move Wisely – Juntos na sua melhor versão

 

 

 

Partilhar em

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Relacionados

Que fome é esta? 5 perguntas que o vão ajudar a perceber se a sua fome é emocional ou fisiológica?

QUE FOME É ESTA?

QUE FOME É ESTA?   Na semana passada falámos sobre as características que diferenciam a fome fisiológica e a fome emocional. Ainda assim, numa fase

Ler Mais »
Fome ou Vontade de comer? Saiba como distinguir a fome fisiológica da fome emocional.

FOME OU VONTADE DE COMER?

FOME OU VONTADE DE COMER? Conheça as diferenças entre a fome emocional e a fome fisiológica. Conhece aquela sensação de apetite súbito que nos faz

Ler Mais »
Devo correr sozinho ou acompanhado?

CORRER SOZINHO OU ACOMPANHADO?

CORRER SOZINHO OU ACOMPANHADO?   Pois é, correr sozinho ou acompanhado? Aqui está uma questão que já passou pela cabeça de todos os corredores, que

Ler Mais »