BOA ENERGIA PARA COMEÇAR BEM O DIA

 

Nesta semana de recomeços escrevemos a pensar em todas as famílias que se reajustam agora às novas rotinas pós-férias e em como, desde já, podem reforçar a sua boa energia para começar bem o dia, todos os dias do ano.

Sabemos que uma boa noite de sono e um bom despertar são um bom presságio para começarmos o dia com o “pé direito”,  mas será que existe mais um “ingrediente” ao nosso alcance com o poder de potenciar a nossa disposição, rendimento, foco, capacidade de raciocínio e energia anímica ao longo de todo o dia? Em jeito de lenga-lenga perguntamos:

Qual é a refeição, qual é ela, que com a escolha dos ingredientes certos nos promete um dia em cheio?

– O pequeno-almoço! Sim, o pequeno-almoço.

Mas isto de ser a primeira refeição do dia também traz alguns desafios, especialmente quando temos crianças e adolescentes em casa.

O elemento chave para precaver e minimizar imprevistos é a organização e o planeamento. E acreditem que compensa, pois com o passar do tempo, as tarefas diárias criam hábitos e ficam interiorizadas, o que permite que tudo flua de forma mais dinâmica e eficaz.

Então se para termos boa energia para começar bem o dia é importante privilegiarmos o pequeno-almoço, importa garantir que este seja uma refeição equilibrada, saborosa e prática, num mix que deve incluir os melhores alimentos e nutrientes essenciais, nomeadamente:

  • PROTEÍNA – p. ex.: iogurte natural (adoçado com açúcar de cana, mel ou compota de fruta), queijo fresco ou requeijão, queijo tipo flamengo, fiambre de perú ou frango, ovo;
  • HIDRATOS DE CARBONO -p. ex.: pão (mistura, centeio, arroz, aveia), tostas de aveia, cereais – arroz tufado (simples ou com chocolate preto), de milho “corn flakes”, granola (sim, as crianças adoram o seu sabor adocicado e textura crocante), farinhas para panquecas (de trigo, arroz, aveia), barritas crocantes de sementes de sésamo ou de abóbora com mel, barritas de aveia com chocolate preto, barritas de cereais com baixo teor de açúcar (evitem as tais destinadas às crianças), bolacha tipo maria (simples ou de chocolate);
  • GORDURA – p. ex.: manteiga, ghee, manteiga de amendoim (natural ou biológica), azeite;
  • VITAMINAS E SAIS MINERAIS – p. ex.: fruta fresca e sumos de fruta preparados no momento; puré de fruta; frutos secos (amêndoa, amendoim) e desidratados (alperce, pêssego, morangos, mirtilos, etc.);

Variedadequalidade e quantidade são os princípios fundamentais de uma alimentação saudável, por isso devem imperar ao pequeno-almoço e no dia-a-dia, em cada refeição.

Não devemos deixar que o hábito nos vença, muito menos habituar as crianças a tomar sempre o mesmo pequeno-almoço, porque é fácil de fazer, até já se habituou e gosta!

Partilhamos 4 sugestões vão agradar os mais novos, sem deixar de fora os mais velhos:

  1. Copo com iogurte natural + mel ou doce de fruta + flocos de milho (ou granola) + banana partida em rodelas;
  2. Ovos mexidos + torrada com manteiga ou manteiga de amendoim, ou mel ou doce de fruta + sumo de laranja natural;
  3. Panquecas com mel, ou açúcar amarelo, limão e canela ou doce de fruta sem açúcar, queijo ou fiambre de perú (em rolinhos) + sumo de laranja com maçã;
  4. Tosta + puré de abacate + ovo escalfado.

Ainda, e sempre que possível, tentem tomar o pequeno-almoço em família, sentados!

E, em jeito de conclusão, deixamos mais uma sugestão: experimente envolver os mais novos na preparação dos pequenos-almoços da família.  O trabalho em equipa dá outro sabor ao resultado final.

Regra geral, as crianças deixam-se inteligentemente seduzir pela novidade. A vontade de fazer e experimentar é o que melhor define o seu interesse e o querer aprender. Assim, torna-se fundamental ter um modelo a seguir. Quem? A mãe, o pai, o avô, a avó, o tio, a tia, etc.

Lembre-se, mais importante que aconselhar é dar o exemplo!

Live Wisely | Think Wisely | Move Wisely – Juntos na sua melhor versão

Partilhar em

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

Artigos Relacionados

Mesa de refeição, no exterior, com uma quiche de atum cortada em fatia, acompanhada de um prato individual branco com flores azuis, e garfo, com uma fatia de quiche já servida

QUICHE DE ATUM, SEM BASE

QUICHE DE ATUM, SEM BASE   Então e porquê uma quiche de atum sem base?  Refeições saudáveis e quiches por vezes parecem não combinar, principalmente

Ler Mais »